Dantas, juliana. Vine x Instagram

Download Dantas, juliana. Vine x Instagram

Post on 17-Jul-2015

41 views

Category:

Internet

24 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

    Centro de Cincias Humanas, Letras e Artes

    Departamento de Comunicao Social

    JULIANA DANTAS

    VINE X INSTAGRAM:ESTUDO DE CASO COMPARATIVO SOBRE A PRODUO

    AUDIOVISUAL PARA PEQUENAS MDIAS

    NATAL RN 2013

  • JULIANA DANTAS

    VINE X INSTAGRAM:ESTUDO DE CASO COMPARATIVO SOBRE A PRODUO

    AUDIOVISUAL PARA PEQUENAS MDIAS

    Monografia apresentada ao Departamento de

    Comunicao Social, do Centro de Cincias

    Humanas, Letras e Artes da Universidade

    Federal do Rio Grande do Norte

    (DECOM/CCHLA/UFRN) como Trabalho de

    Concluso de Curso (TCC) para obteno do

    ttulo de Bacharel em Comunicao Social

    (Habilitao Rdio e TV).

    Orientadora: Profa. Ms. SONIA REGINA SOARES DA CUNHA

    NATAL RN 2013

  • FOLHA DE APROVAO

    JULIANA DANTAS

    VINE X INSTAGRAM: ESTUDO DE CASO COMPARATIVO SOBRE A PRODUO

    AUDIOVISUAL PARA PEQUENAS MDIAS

    Monografia apresentada ao Departamento de

    Comunicao Social, do Centro de Cincias

    Humanas, Letras e Artes da Universidade

    Federal do Rio Grande do Norte

    (DECOM/CCHLA/UFRN) como Trabalho de

    Concluso de Curso (TCC) para obteno do

    ttulo de Bacharel em Comunicao Social

    (Habilitao Rdio e TV).

    Aprovada em: ____/_____/_____

    Comisso Examinadora:

    _____________________________________________________________________

    Profa. Ms. SONIA REGINA SOARES DA CUNHA (UFRN) Orientador

    _____________________________________________________________________

    Prof. Ms. EMILY GONZAGA DE ARAUJO (UFRN) Examinador

    _____________________________________________________________________

    Prof. Ms. BRUNO SERGIO FRANKLIN FARIAS GOMES (UFRN) Examinador

    Coordenador Pro Tempore do Curso de Comunicao Social:

    Prof. Dr. ITAMAR DE MORAIS NOBRE

    NATAL - RN

    2013

  • Aos meus pais.

  • AGRADECIMENTOS

    Primeiramente, agradeo a famlia que sempre incentivou meus estudos, mesmo diante

    das situaes mais difceis. Fernanda Dantas, minha me e exemplo de bravura. Jos

    Everaldo Dantas e Ernestina Honorato Dantas, meus avs-pai e me, responsveis pela minha

    criao e doutores de minha educao. Aos meus tios-irmos Fabiano Dantas, Fbio Henrique

    Dantas e Fernando Dantas pois sempre tiveram pacincia e proporcionaram grande aprendizado

    a sua irm caula. E aos meus primos-sobrinhos Alexia Amanda de Almeida Dantas e Nathan

    Gabriel Pereira Dantas. E agradeo tambm Karl Dantas pela pacincia e ensinamentos

    constantes.

    Agradeo aos amigos por me guiarem em diversas das minhas escolhas e nunca

    desvirtuarem meu caminho. Aos amigos da Rua Dr. Jos Francisco da Silva, em especial a

    Idaliana Fagundes de Souza por estar ao meu lado desde o primeiro ano de minha vida. Aos

    amigos do curso de Comunicao Social ajudantes em minha formao, so eles: Arthur

    Barbalho, Davi Severiano, Hana Dourado, Isaas Bezerra e Jomar Dantas. Deivson Mendes,

    Joo Paulo Santos, Frank Aleixo e Thyago Cesar pela constante amizade e parceria. E um

    agradecimento especial ao amigo Fbio Felipe Wanderley, meu irmo e professor, o maior

    presente que o destino deu ao meu renascimento, quando ingressei no curso de Comunicao

    Social da Universidade Federal do Rio Grande do Norte em 2009.

    Aos mestres e doutores do corpo docente do Departamento de Comunicao Social,

    fundamentais para minha formao. Em especial queles que me estimularam a buscar

    conhecimento mesmo quando eu pensava em desistir: Ao Chefe do DECOM, Sebastio

    Faustino por ser um exemplo de gestor. Ao Coordenador Ary Azevedo por despertar meus

    anseios para a Publicidade e Propaganda. ngela Pavan, responsvel por aprimorar minha

    sensibilidade em relao ao outro. Ruy Rocha. Aos professores Bruno Gomes e Emily

    Gonzaga por serem to compreensveis e solcitos com essa aluna que nem sempre se dedicou

    o bastante. E agradeo especialmente a minha orientadora Snia Regina, que me acolheu no

    passo mais importante de minha graduao, segurou minha mo e me ajudou a prosseguir.

    Por fim, agradeo Rodrigo Tavares, Gustavo Mantovani, Carla Miranda e Rodrigo Ceni,

    meus dolos e amigos, por serem o constante pulsar de meu corao. Agradeo a Lucas Silveira

    por ser o porta-voz do alimento que me fortalece todos os dias, a banda Fresno. Por me reerguer

    de todas as minhas quedas e me fazer enfrentar meus medos dizendo que os sonhos so

    objetivos que a gente re-batiza desse jeito apenas para que paream inatingveis. E o nosso salto

    pode ser do tamanho que a gente conseguir imaginar. Basta que a gente perca o medo de molhar

    os ps.

  • A revoluo no acontece quando a sociedade

    adota novas ferramentas. Acontece quando a

    sociedade adota novos comportamentos.

    (Clay Shirky)

  • RESUMO

    DANTAS, Juliana. VINE X INSTAGRAM: Estudo de Caso comparativo sobre a produo

    audiovisual para pequenas mdias. 2013. 57p. Trabalho de Concluso de Curso (Bacharelado).

    Departamento de Comunicao Social da Universidade Federal do Rio Grande do Norte

    (DECOM/UFRN). Orientadora: Profa. MSc. Sonia Regina Soares da Cunha.

    O objetivo deste estudo investigativo registrar, descrever e analisar aspectos da micro

    produo audiovisual utilizando-se os aplicativos Vine e Instagram e veiculada atravs do

    aparelho de celular inteligente (smartphone). A metodologia escolhida foi a do estudo de caso

    duplo (YIN, 2005), aliando-se tambm, as tcnicas de reviso de literatura e documental,

    entrevistas e observao participante. A investigao revelou que os sites de redes sociais (Vine

    e Instagram) so plataformas de comunicao audiovisual baseadas na web e que permitem

    interao entre os integrantes, devidamente cadastrados. Estes agentes sociais se reconhecem

    como consumidores e ao mesmo tempo, se identificam como produtores de uma nova mdia,

    cuja informao e inspirao surgem de fontes muito alm da mdia hegemnica tradicional.

    Palavras-Chave: Redes Sociais. Comunicao. Audiovisual.

  • ABSTRACT

    DANTAS, Juliana. VINE x INSTAGRAM: Comparative Case Study on audiovisual production

    for small media. 2013. 57p. Conclusion Paper degree. Communication Department of the

    Universidade Federal do Rio Grande do Norte (DECOM / UFRN). Advisor: Prof. MSc. Sonia

    Regina Soares da Cunha.

    The objective of this study is describe and analyze aspects of micro audiovisual production

    using Vine and Instagram apps and conveyed through the smartphone device. The methodology

    chosen was the double case study (YIN, 2005), and literature review, interviews and participant

    observation. The investigation revealed that social networking sites (Vine and Instagram) are

    audiovisual media platforms, web based and allow interaction among registered members.

    These social actors identify themselves as consumers and at the same time as producers of new

    media, which information and inspiration come from sources beyond the traditional mainstream

    media.

    Keywords: Social Networks. Communication. Audiovisual.

  • LISTA DE ILUSTRAES

    Ilustrao 1 Vine vs Instagram ..................................................................................... 13

    Ilustrao 2 Diagrama da Rede Social .......................................................................... 24

    Ilustrao 3 6 TV De-coll/age, Wolf Vostell, 1963 ...................................................... 26

    Ilustrao 4 Instagram Candidato Obama ..................................................................... 32

    Ilustrao 5 Aplicativo Vine ......................................................................................... 33

    Ilustrao 6 Mecanismo gravao do Vine................................................................... 34

    Ilustrao 7 Mecanismo gravao do Instagram .......................................................... 34

    Ilustrao 8 Tela compartilhamento do Vine e do Instagram ....................................... 41

    Ilustrao 9 Tela de explorao do Vine e do Instagram ............................................. 42

    Ilustrao 10 Geolocalizador do Instagram .................................................................. 43

    Ilustrao 11 Cignoli gravando vdeo ............................................................................ 44

    Ilustrao 12 Cignoli pergunta: "Vine ou Instagram?" ................................................ 45

    Ilustrao 13 Comentrios seguidos de Cignoli ........................................................... 45

    Ilustrao 14 Ryle gravando vdeo ............................................................................... 46

  • LISTA DE GRFICOS

    Grfico 1 "No importa qual celular voc usa. Mas, sim qual o sistema dele." ............. 16

    Grfico 2 Visualizao vdeos BR vs EUA .................................................................... 17

    Grfico 3 Comparativo audincia vdeos pelo smartphone em 26 pases ...................... 18

    Grfico 4 Queda visualizao de vdeos China e EUA 2012/2013 ................................. 19

    Grfico 5 Atividades paralelas junto com smartphone ................................................... 21

    Grfico 6 Difuso de smartphones ................................................................................. 22

    Grfico 7 Uso Redes Sociais smartphone BR & EUA ................................................... 29

    Grfico 8 Aplicativos no smartphone ............................................................................. 30

    Grfico 9 Preferncia do usurio entre smartphone e outras mdias ............................... 37

    Grfico 10 Atividades no smartphone/semanal .............................................................. 38

    Grfico 11 Comparativo entre links Vine vs Instagram ................................................. 39

  • SUMRIO

    1. INTRODUO ....................................................................................................... 12

    1.1 De facilitador a faz tudo: o smartphone nosso de cada dia ................................. 14

    2. OBJETIVOS ............................................................................................................ 20

    2.1. Objetivo Geral .................................................................................................... 20

    2.2. Objetivos Especficos ........................................................................................ 21

    3. JUSTIFICATIVA .................................................................................................... 22

    4. REFERENCIAL TERICO .................................................................................. 24

    4.1. Redes Sociais na Internet ................................................................................... 24

    4.2. Aplicativo ........................................................................................................... 28

    4.3. Instagram ............................................................................................................ 30

    4.4. Vine .................................................................................................................... 33

    5. METODOLOGIA .................................................................................................... 36

    5.1. Estudo de Caso Comparativo sobre a micro comunicao audiovisual ............. 36

    5.2. A cultura da narrativa miditica digital como lcus investigativo ..................... 36

    5.3. Comparativo da Prtica Social Miditica (Vine vs Instagram) ......................... 39

    5.4. Diferenas entre Vine & Instagram .................................................................... 40

    6. CONSIDERAES FINAIS .................................................................................. 48

    6.1. Propriedade Intelectual ....................................................................................... 50

    REFERNCIAS ............................................................................................................ 53

    ANEXOS ........................................................................................................................ 56

    Anexo I Entrevista Meagan Cignoli ............................................................................. 56

    Anexo II Entrevista Rachel Ryle .................................................................................. 57

  • 12

    1. INTRODUO

    O conceito de "Indstria Cultural formulado na Dialtica do Esclarecimento:

    Fragmentos Filosficos, 1947 (Dialektik der Aufklrung Philosophische Fragmente) por

    Theodor W. Adorno e Max Horkheimer alerta sobre a dominao exercida pela mdia

    hegemnica, ou seja, da imposio de certos padres miditicos repetitivos, despertando nos

    agentes sociais as necessidades de consumo.

    O preo que os homens pagam pelo aumento de seu poder a alienao daquilo sobre

    o que exercem o poder. O esclarecimento comporta-se com as coisas como o ditador

    se comporta com os homens. Este conhece-os na medida em que pode manipul-los.

    O homem de cincia conhece as coisas na medida em que pode faz-las. assim que

    seu em-si torna para-ele. Nessa metamorfose, a essncia das coisas revela-se como

    sempre a mesma, como substrato da dominao. (ADORNO e HORKHEIMER, 1985,

    p.18).

    Porm, para Henry Jenkins (2008) h um novo processo de transformao da produo

    cultural, ou seja, o consumidor no apenas consome, mas tambm vislumbra a possibilidade de

    participar do processo de produo miditica, integrando uma "cultura participativa", que

    segundo Henry Jenkins (2008) a cultura em que fs e outros consumidores so convidados a

    participar ativamente da criao e da circulao de novos contedos (JENKINS, 2008, p. 333).

    O compartilhamento do cotidiano feito atravs da internet, faz com que o hbito de ler

    uma notcia num jornal impresso ao acordar de manh, por exemplo, se torne obsoleto. Os

    novos hbitos mostram que, entre as atividades dirias prioritrias, esto: checagem de e-mails

    pessoais e profissionais; acesso s redes sociais (Facebook, Twitter etc.) para se manter

    atualizado sobre as notcias do mundo, ou da prpria cidade; e alm disso, para obter

    informaes sobre a vida de pessoas prximas, ou no to prximas, como as celebridades. E

    da mesma maneira com que o agente social checa e acompanha o cotidiano das outras pessoas,

    ao mesmo tempo, tambm compartilha flashes (em forma de textos, fotos e vdeos) dos

    acontecimentos dirios da prpria vida. E numa cadeia contnua, o compartilhamento se

    processa ad infinitum, atravs dos inmeros agentes que utilizam o formato da micro

    comunicao para dar sequncia ao processo miditico atravs das redes sociais conectadas

    pela internet. Para Donaton (2007) esse processo pode identificar o papel ativo assumido pelo

    agente social.

    A chave para entender a mudana a transferncia de poder: de quem faz e distribui

    os produtos de entretenimento para quem os consome. Em outras palavras, o poder

    est migrando dos estdios de cinema, das redes de televiso, das gravadoras e das

  • 13

    agncias de propaganda para o sujeito no sof com o controle remoto, ou para a mulher

    que compra uma entrada de cinema no multiplex de seu bairro, ou para o adolescente

    que baixa msica na internet. O consumidor ganhou poder e liberdade (DONATON,

    2007 p. 25).

    O poder e a liberdade que chegaram com o avano tecnolgico passam pelas pequenas

    md...